Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Montanhas Lindas

Serra de Soajo, onde nos sentimos mais perto do Céu

Montanhas Lindas

Serra de Soajo, onde nos sentimos mais perto do Céu

wolf-1955518_960_720.jpg Lobo na serra de Soajo

abutres.jpgPelo ar os abutres ...

aguia.jpg... e também as águias


Vejam a serra de Soajo aqui, no Flickr https://www.flickr.com/photos/132167204@N05/albums/


As fotos em cima podem ser um lobo na serra de Soajo a caminhar na minha serra com os garranos e as rainhas da montanha, pela Corga da Vagem, pela Naia, pelo Curral do Pai, pela Serrinha, pela Derrilheira, … é mesmo lindo! Mas os lobos pouco se notam. Vieram os abutres e as outras aves de rapina também têm estado de abalada. Esta é a minha serra.

09 08 09_1163.jpg

 Em 09-08-2009, comemos os rojões na Corga da Vagem

09 08 09_1165.jpg

E assim foi tudo aviado a meio da caminhada


Depois? Bem, depois ... vamos caminhando!


O Cantinho do Ventor
Caminhando por aí
Ventor e a África
Observar o Passado
Planeta Azul
A Grande Caminhada
A Arrelia do Quico
Os Amigos do Quico
Fotoblog do Quico
Fotoblog do Ventor
Coisas Lindas do Ventor
Rádio Ventor
Pilantras com o Ventor
Fotoblog do Pilantras
Adrão e o Ventor
Os Filhos do Sol
As Belezas do Ventor
Ventor entre as Flores

30.01.21

Fojos do Lobo na serra de Soajo


Luiz Franqueira

A serra de Soajo tem vários fojos de lobo. Apresento aqui um, aquele em que obtive a alforria necessária para a caça ao lobo, em três montarias. Este é o fojo do lobo a que atribuímos vários nomes. O fojo do lobo da Seida, o fojo do lobo da Brusca, o fojo do lobo de Gorbelas, o fojo do lobo das Forcadas. Ele está enquadrado por estes nomes porque são os mais próximos. Um dos seus braços vem das redondezas do Poulo da Seida, o outro vem das proximidades da fonte das Forcadas. Gorbelas, porque a branda dos rouceiros está por trás do monte, á direita do buraco do fojo. A brusca são todos aqueles montes após o términos da Naia que vão até ao fojo. É o nosso fojo, na foto. Provavelmente o mais bem conservado e, não fosse a protecção ao lobo e bem, ainda permitiria algumas caçadas ou montarias. Penso também que será o melhor colocado estrategicamente para esta área da serra de Soajo.

fojo2.jpg

O Fojo do lobo de que vos falo é este. Na junção dos dois muros, o buraco

fojo3.jpg

Estes são os braços do fojo que se juntam no buraco. O da nossa esquerda desce de perto da fonte das Forcadas. O da direita vem da Seida

Do lado de cá do buraco do fojo fica a Brusca, nos meus velhos tempos, cheia de matos e fragas com buracos adequados a fazer de covil, local onde algumas lobas pariam. Em 1980, atravessei esse sítio com um puto de 9 anos, do buraco do fojo até ao Muranho e os fetos, em certos locais, eram mais altos do que eu. Fomos ter por baixo do Poulo do Muranho e ainda subimos para ir beber água à nossa mais bela nascente. Havia sítios que eu saltava, depois estendia os braços para o apanhar quando ele saltasse. A brusca era também um local de víboras. Não sei se elas terão resistido ao fogo de 2006 porque as cobras, atacadas pelos fumos perdem o tino e vão cair ou meter-se no meio do incêndio, como vi, quando puto, num fogo no Curral Coberto, entre a Assureira e Ramil, Cunhas.

fojo6.jpg

Uma amostra de como eram os muros ou braços do fojo do lobo, nesta foto da nossa amiga Mónica Oliveira

Os muros, na sua face interior eram o mais perfeitos possível para os lobos não os escalarem e, na sua face exterior eram irregulares para permitir que os monteiros ou caçadores chegassem ao topo para visualizarem a posição dos lobos. Com os anos os muros foram sendo derrubados pelos pastores para que permitissem a passagem dos gados. Era nesses buracos dos muros derrubados que se instalavam as pessoas para que os lobos que entrassem no espaço entre os muros, rumo ao buraco não fossem capazes de sair.

garrano.jpg

Garranos na serra de Soajo, cavalos para os deuses

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Luiz Franqueira

    13.02.21

    Como deve calcular, a gente de Adrão só vai para esse extremo em caminhadas. Era, antigamente, o caminho para Sistelo. Normalmente, nós vemos esse fojo da Pedrada. No estradão que vai para Sistelo já vi, quando puto, um lobo roubar uma cabra a um pastor de Rouças mesmo nas barbas dele. Estava com outro e vimos o lobo levar a cabra para o meio das urzes.
    O Alto da Pedrada, ou pico se quizer, é o monte mais alto da serra de Soajo. Aliás, se estudar bem isso, a serra da Peneda nem existe. Os montes da Peneda e Castro Laoreiro são montes da serra de Soajo. há muitos séculos que é assim. A serra da Peneda nasceu em cabeças ocas que andaram por aí a fazer que estudavam mas o etudo deles era "la botelha", a bota espanhola que enchiam de vinho verde. Depois inventavam coisas quando já não sabiam se aquilo era vinho ou era água. Uma altitude de 1416 metros não dá para provocar o "soroche" dos meus amigos incas mas o vinho pode dar e só um bebedo poderia chamar à serra de Soajo, serra da Peneda. A verdade é que a moda pegou e, em relação aos séculos passados, aconteceu que, tal como podem roubar a sua identidade para o tramar também roubaram a identidade da serra de Soajo. É no que dá quando pensamos que os estranjeiros são os bons e nós não prestamos ou então damos de beber a quem não merece. Sei que não vai voltar aqui mas, se por acaso acontecer, podia deixar aqui se a tal carta militar é nova ou antiga. Caso seja nova, gostaria de saber se ainda chamam à Pedrada "Outeiro Maior". Obrigado.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.